Autor: Do R7 com informacoes da Agencia IBGE

Reprodução / IBGE – 5.4.2024 Um levantamento do IBGE mostra que apesar do aumento da participação de bens e serviços ralacionados a saúde, de 9,6% do PIB (Produto Interno Bruto), em 2019, para 10,1% em 2020, houve queda do consumo nesse segmento.  O estudo, divulgado nesta sexta-feira (5), foi feito em parceria com a Fiocruz, IPEA, ANS e Ministério da Saúde, e mostra que o setor foi responsável por uma fatia maior do PIB por causa da alta de preços de medicamentos e serviços de saúde, em comparação à média da economia.  Veja também Economia Balança comercial brasileira registra superávit de US$…

Leia Mais