Autor: Percival de Souza

Estamos sendo vítimas de propagandas enganosas. Querem nos convencer de que estaria tudo sob controle, quando não está. São usados os mais variados artifícios, procurando envolver a realidade com uma névoa espessa. O teatro do faz de conta provoca situações apenas ridículas, mas desastrosas para a sociedade. O resultado é uma fraude que se tenta encobrir sob o manto da politicagem e das ideologias obtusas. Tornou-se imprescindível, por consequência, examinar atentamente esse cenário, sem respostas prontas para perguntas que nem chegaram a ser feitas. Vamos por partes: “Saidinhas” temporárias O feroz debate sobre o assunto provoca discussões tão acaloradas que…

Leia Mais

Sob os bumbos e as cuícas de Momo, as forças policiais estão passando por um desgaste que as incomoda, que tem um lado acintoso e outro pretensamente pragmático. Parece enredo de Carnaval, mas não é, porque as duas coisas se fundem. Tenho recebido muitos contatos de policiais, de forma unânime indignados com as críticas generalizadas que recebem. Vejamos, então, os principais posicionamentos de quem ataca e de quem defende. Atualmente, isso é tarefa nada fácil. Por partes insofismáveis. Os assassinatos com intenção deliberada de matar, dolosos, ultrapassaram a casa dos 40 mil no ano passado, em todo o país. O…

Leia Mais

Inspirado em um renomado neurocirurgião norte-americano, Mãos talentosas conta a história da infância pobre de Ben Carson, que precisou superar uma série de obstáculos, já que não tinha um bom desempenho na escola, para se tornar um dos cirurgiões mais respeitados do mundoVEJA: Enem: apoio emocional e metas realistas estão entre as 7 dicas para a última semana de estudosTambém inspirado em fatos reais, Patch Adams: o amor é contagioso segue a vida de Hunter “Patch” Adams (interpretado por Robin Williams), um estudante de medicina que usa métodos não convencionais e humor para tratar os pacientes. Ele busca transformar a abordagem da…

Leia Mais

Duas amigas, adolescentes, acabaram envolvidas em um acidente terrível. Isabele Guimarães tinha 14 anos e morreu em um condomínio de luxo em Cuiabá, no Mato Grosso, no dia 12 de julho. Sua amiga L. atirou no rosto dela sem querer com a arma do namorado, apesar de ter garantido que tinha familiaridade com o objeto por seus pais serem atiradores.  Porém, para a polícia, o disparo não foi acidental. A arma, uma automática 380, precisa ser destravada para ser utilizada. Além disso, o acidente aconteceu no banheiro onde a vítima estava sozinha, e o disparo foi realizado a curta distância,…

Leia Mais