Autor: The New York Times Laura Collins-Hughes

Sentada atrás de uma mesa simples de madeira, a encenadora Annie Dorsen não está vestida para chamar a atenção, nem dramaticamente iluminada. Em “Prometheus Firebringer”, sua palestra performática focada em inteligência artificial (IA), em cartaz no Centro Polonsky Shakespeare, no Brooklyn, poderíamos presumir que ela é a parte tediosa. À direita estão seus colegas de elenco: uma máscara gigante impressa em 3D de uma cabeça humana com telas de vídeo no lugar dos olhos e um bando de máscaras menores – rostos que parecem saídos diretamente de um filme de terror, com a boca preta arreganhada e os olhos assustadores…

Leia Mais