Autor: The New York Times Tracey Tully

Uma foto de Bruno Richard Hauptmann. A cadeira elétrica de madeira na qual ele encontrou a morte. Uma esponja como a que foi umedecida com água salgada e colocada em sua cabeça para conduzir os choques elétricos mortais. Veja também Internacional Como golpistas estão desviando benefícios da previdência social Internacional Com a crise imigratória em Nova York, crianças estrangeiras vendem bala no metrô Internacional O aposentado que ensina as refugiadas afegãs a dirigir nos Estados Unidos Esse conjunto sombrio de relíquias está guardado em um pequeno museu em Nova Jersey, a cerca de 32 quilômetros de distância do local onde…

Leia Mais